Teatro

Teatro        Música

Teatro – Espaço Evoé
LINHAS DE FUGA

6 a 8 Setembro

quinta a sábado . 21h30
7€ . 5 €
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Como ponto de partida, a EVOE saiu à procura de imagens, narrativas ficcionais e testemunhos. Num espaço onde ninguém tem o direito de ficar, encontramos uma mulher em fuga, um soldado perdido no campo de batalha, homens e mulheres que deixam rastos nas fronteiras da vida.
Este espetáculo é um espaço de reflecção sobre o que se passa no mundo de hoje, de ontem. Um mundo onde milhares de pessoas são expulsas das suas casas, das suas famílias, das suas raízes, das suas próprias vidas. Um espaço sobre a brutalidade deste jogo, do qual fazemos parte, mas que por vezes desejamos fingir que não é connosco. Um jogo que só ganha visibilidade quando um ser humano se faz explodir perto das nossas casas, dentro das nossas fronteiras.

Encenação: Pablo Fernando; Criação: Beatriz Silva, Inês Galvão Telles, Joana Santos e Johan Philippe; Interpretação: Amana da Matta, Ana Almeida, Beatriz Silva, Carolina Freitas, Guilherme Castro, Inês Galvão Teles, Johan Philippe, Leonor de Vasconcelos, Ricardo Silva e Sarah Le Net; Design Gráfico: Pedro Sousa
60min . M/14

 

Teatro Griot
QUE AINDA ALGUÉM NOS INVENTE

13 a 23 Setembro

13 a 16 de Setembro . quinta a sábado . 21h30 . domingo . 17h00
19 a 23 de Setembro . quarta a sábado . 21h30 . domingo . 17h00
10€ . 7,50€ - c/desconto. 5€ - grupos +10 pax
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Numa produção do Teatro Griot, um ritual que vacila entre o orgulho e o remorso. Entre o conflito e a confidência fundem-se os papéis de rainha e mulher. Njinga Mbandi invoca os seus mortos numa conversa consigo mesma, fala do que foi e do que poderá nunca ter sido, não esgota o seu transe em estórias reféns do seu tempo. Uma guerra onde os corpos são obrigados a manter-se em movimento, varrendo o espaço ou sendo varridos, reinventando territórios e fronteiras, convocando periferias invisíveis.

Texto dramático inédito: Ricardo P. Silva; Encenação: Paula Diogo; Actores: Daniel Martinho, Gio Lourenço, Matamba Joaquim, Zia Soares; Movimento: Vânia Gala; Materiais cénicos: Francisco Vidal; espaço cénico e figurinos: Mariana Monteiro, luz: Pedro Correia, música original: DJ Marfox e DJ N.K., Design de som: Chullage; Assistência de encenação: Carlos Alves; Tradução para Kimbundo: Galiano Neto; Fotografia: Sofia Berberan; Vídeo teaser: David Cardoso; Produção executiva: Urshi Cardoso.
Dur. Aprox. 90min . M/ 14

 

Música

Teatro        Música

Concerto
Big Band Classics
Orquestra Jazz do Porto

18 Setembro

terça . 21h30
8€ venda antecipada . 10€ no próprio dia do espectáculo
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

A Orquestra Jazz do Porto convida-Vos a realizar uma viagem ao início do século XX, num concerto comentado em que irá interpretar temas clássicos outrora intepretados pelas mais famosas Big Bands de sempre. No concerto não faltarão temas de Buddy Rich, Glenn Miller, Benny Goodman, Thad Jones, Count Basie, Duke Ellington e muitos outros.É caso para dizer que será uma autêntica viagem ao tempo dos anos dourados do swing.
75min . M/6

 

Concerto SPA
Com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores
LUIS PEIXOTO
apresenta “ASSIMÉTRICO”

21 Setembro

sexta . 23h30
7,50 €
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Luís Peixoto apresenta música do seu primeiro disco a solo “ASSIMÉTRICO” tendo como convidada a cantora Ana Bacalhau. Luis Peixoto é um dos mais notáveis intérpretes de cordofones tradicionais portugueses da sua geração e colabora como instrumentista com vários artistas portugueses e estrangeiros, mas a vontade de experimentar novos territórios sonoros levou-o a misturar os seus cordofones com música eletrónica. ASSIMÉTRICO foi lançado no mercado em 2017 e apresentado ao vivo em vários festivais um pouco por todo o país. Esta foi a primeira experiência do músico neste universo: sem rede, arriscou e acabou a criar um disco de fusão de dois universos que, habitualmente, não estão de mãos dadas, mas que podem perfeitamente coexistir. Luís Peixoto demonstra-o nesta estreia em disco a deixar água na boca para novos voos. (adaptado do texto do jornalista Bruno Martins)

Luis Peixoto: Bandolim, Cavaquinho e Bouzuki; Convidada: Ana Bacalhau.
90min . M/6

 

Concerto
joana Espadinha
apresentação de disco
“O Material Tem Sempre Razão”

27 Setembro

Quinta . 22h00
10,99€ (com cd)
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

O tão esperado disco da Joana Espadinha chega finalmente às nossas mãos. “O Material Tem Sempre Razão” vem revelar a descoberta renovada da artista, que no início do ano nos surpreendeu com o single “Leva-me a dançar”.Com destaque de relevo na edição de 2018 do Festival da Canção, a colaboração com o produtor musical Luís Nunes (aka Benjamim) materializa-se neste novo trabalho da Joana Espadinha.

Joana Espadinha: voz; Margarida Campelo: voz, teclados; João Firmino: voz, guitarra; Francisco Brito: baixo eléctrico e Nuno Sarafa: bateria.
90min . M/12

 

Concerto SPA
Com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores
TIPO

28 Setembro

sexta . 22h00
6 €
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

TIPO nasceu no início de 2015 quando Salvador Menezes decidiu compor “demos” caseiras, usando instrumentos que tinha à mão: o Casio do tio, a guitarra com 3 cordas da irmã, a bateria do irmão e o seu baixo, computador e voz. Três anos depois, o Tipo mudou de emprego, de casa, lançou o terceiro álbum de You Can’t Win Charlie Brown e foi pai. “NOVAS OCUPAÇÕES” foi editado em Março de 2018.

Salvador Menezes: voz, baixo, guitarra; Afonso Cabral: teclados, voz; João Gil: teclados, baixo, voz e Tomás Sousa: bateria, voz.
50min . M/6

 

Concerto
BERNARDO LOBO
Lançamento do álbum C´ALMA

29 Setembro

sábado . 22h00
10 €
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

O conceito do concerto surge a partir do nome C’ALMA que determinou o clima todo do disco: poucos músicos, arranjos mais simples, onde a ideia foi valorizar a canção. C`ALMA é um disco totalmente autoral gravado em Lisboa, onde Bernardo reside atualmente, que contou com a participação de grandes músicos brasileiros, portugueses e cabo verdianos, tais como Jaques Morelembaum, Luis Filipe de Lima, Humberto Araújo, Pablo Lapidusas, Miroca Paris ( percussionista cabo verdiano que trabalhou com Cesária Evora), entre outros, e participação especial da fadista portuguesa Maria Emilia e Pedro Miranda (cantor e sambista carioca). As músicas de Bernardo tem parcerias com: Moyseis Marques, Marcos Valle, João Cavalcanti, Mu Chebabi, Joyce Moreno, Rolando Semedo e Pierre Aderne. C`ALMA (ed. Biscoito Fino) foi produzido por Pierre Aderne e Bernardo Lobo e é o 5º albúm de carreira do músico.

Violão e voz: Bernardo Lobo; Baixo: Zet Zetterman; Teclados: Carlos Veiga; Violão , viola e clarinete: Nilson Dourado; Flauta: Dina Hernandez. Participações: Violoncelo: Hugo Fernandez e Harmónica: Gonçalo Sousa. Participação especial: Susana Travassos e Maria Emilia. Produtor: Leonardo Mesquita
90min . M/6

 

O Teatro do Bairro

O Teatro Bairro        Cartão de Amigo

Situado em pleno Bairro Alto, na Rua Luz Soriano, nº 63, o Teatro do Bairro ocupa o espaço onde durante décadas funcionou a rotativa do Diário Popular, mesmo ao lado da Escola de Música do Conservatório Nacional. Inaugurado em 2011, foi um marco no percurso artístico da Ar de Filmes - produtora de teatro e cinema que o adquiriu - criando assim um diálogo direto e permanente com o seu público, abrindo ainda caminho para a fidelização de novos espectadores. Sob a direção do produtor Alexandre Oliveira e do encenador António Pires, funciona, por um lado, como a casa das criações artísticas da Ar de Filmes e da sua companhia de teatro e, por outro, como espaço de acolhimento de pequenas estruturas que, não tendo lugar nos grandes teatros municipais da cidade, não teriam onde apresentar os seus espetáculos. A par das propostas de acolhimento, estabeleceram-se ainda protocolos de intercâmbio com estruturas de outras zonas do país, que prevêem o acolhimento anual de, pelo menos, uma produção dessas companhias no Teatro do Bairro e vice-versa. São exemplos destes intercâmbios a Ao Cabo Teatro (do Porto, com direção artística de Nuno Cardoso) e o Teatro da Terra (de Ponte de Sor, com direção artística de Maria João Luís).

O interesse da abertura do Teatro do Bairro para a cidade não se esgota, no entanto, no projeto artístico da Ar de Filmes. Localizado num local histórico de fruição artística por excelência, proporciona também o convívio entre diferentes artes performativas contemporâneas, com uma programação plural e abrangente que garante a circulação de diferentes artistas e públicos. Desenvolvemos as nossas próprias produções, mas acolhemos também espetáculos de outros criadores de teatro, e ainda de música, cinema e dança. Acreditamos que a programação interdisciplinar que praticamos, incrementada na nossa própria criação, promove trocas e contaminações desejadas, que enriquecem todos os intervenientes. Criámos em Lisboa uma nova sala de teatro, uma nova sala de cinema, uma nova sala de concertos, um novo espaço de tertúlia e um novo local de encontro dos cidadãos com as diferentes artes e os seus criadores.

Seja bem-vindo ao Teatro do Bairro!

Visite também o site da Ar de Filmes

Cartão de Amigo

O Teatro Bairro    Cartão de Amigo     Ficha de Adesão

O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro atribui um desconto de 50% em todos os eventos e espetáculos, sendo que o preço mínimo a pagar por bilhete é sempre de 5€ (cinco euros). O desconto é feito mediante a apresentação do cartão na bilheteira e não é acumulável com outros descontos em vigor. O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro tem um custo de 10€ e é válido durante 12 meses. A adesão faz-se na bilheteira do Teatro do Bairro.

Regulamento

1 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é emitido pela Ar de Filmes e visa atribuir um desconto de 50% na aquisição de bilhetes para os eventos e espetáculos no Teatro do Bairro, sendo que o preço mínimo a pagar por bilhete é sempre de 5€ (cinco euros).

2 - O desconto obtido através do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não é acumulável com outros descontos em vigor.

3 - O desconto atribuído pelo Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não tem qualquer valor monetário, sendo expressamente proibida a sua venda ou troca por dinheiro.

4 - Sempre que pretenda usufruir do desconto do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro, o seu titular deverá fazer essa menção no ato da compra do bilhete, apresentando também o cartão.

5 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é válido apenas quando apresentado na bilheteira do Teatro do Bairro, na Rua Luz Soriano, nº 63 ou na Rua dos Caetanos, nº 26, no caso de eventos com venda de bilhetes nesta entrada.

6 – O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro pode não ser válido, excecionalmente, para eventos devidamente identificados no programa.

7 - A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é feita exclusivamente na bilheteira do Teatro do Bairro, na Rua Luz Soriano, nº 63, mediante o preenchimento de uma ficha de adesão e o pagamento de uma anuidade no valor de 10€ (dez euros), já com IVA incluído à taxa legal em vigor.

8 – A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não pode ser feita na entrada da Rua dos Caetanos, nº 26.

9 - No ato de adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é emitido um documento provisório igualmente válido, que poderá ser utilizado de imediato para usufruir do desconto.

10 – Logo que o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro estiver disponível, o seu titular será informado por email, podendo levantá-lo posteriormente no Teatro do Bairro, dentro do horário de funcionamento da bilheteira.

11 – Os dados pessoais dos titulares do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro serão utilizados única e exclusivamente para divulgação da programação do Teatro, caso assim o desejem, garantindo a Ar de Filmes a sua total confidencialidade.

12 – Os titulares do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro receberão, via e-mail, convite para a estreia de todos os espetáculos de teatro produzidos pela Ar de Filmes com apresentação no Teatro do Bairro, sendo esse convite sujeito a confirmação telefónica, mediante a lotação da sala.

13 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro tem a validade de um ano, podendo ser renovado na bilheteira do Teatro do Bairro.

14 – A renovação do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro por mais 12 meses implica o pagamento de nova anuidade no valor de 10€ (dez euros), já com IVA incluído à taxa legal em vigor.

15 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é pessoal e intransmissível, pelo que poderá ser exigido ao titular a apresentação de um documento identificativo.

16 - Para ser considerado válido, o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro deverá ser mantido em bom estado de conservação, não podendo estar ilegível nem danificado.

17 - A Ar de Filmes reserva-se o direito de anular a um titular o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro, caso seja detetada fraude ou utilização indevida.

18 - A Ar de Filmes não se responsabiliza por eventuais extravios do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro.

19 - A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro pressupõe o conhecimento e a aceitação na íntegra deste regulamento.

A Companhia

Teatro do Bairro

 

A Companhia    Histórico da Companhia

 

Com a abertura do Teatro do Bairro em 2011, criou-se também uma nova companhia de teatro, que nasce já com oito espetáculos no curriculum e uma experiência de sete anos de produções: a Companhia Teatro do Bairro. O grupo de autores, atores, técnicos e colaboradores que, ao longo dos anos, foram trabalhando com a Ar de Filmes - nomeadamente nos seus projetos teatrais - encontrou finalmente uma casa onde pode sedimentar e desenvolver o seu trabalho de forma regular e continuada. A gestão própria dos timings de ensaios e das temporadas das suas criações, sem os habituais constrangimentos inerentes aos calendários sempre muito preenchidos das tradicionais salas de espetáculos, possibilitou assim a consolidação desta companhia teatral, através de uma reflexão ininterrupta que contagia as criações e afirma o caminho artístico previamente traçado. Na direção artística da Companhia Teatro do Bairro está António Pires, que tem desenvolvido um trabalho que se poderia designar como "Teatro Coreográfico" - onde o texto e as imagens se fundem como se de uma coreografia se tratasse. Ao longo do seu percurso artístico, tem apresentado trabalhos a convite de várias entidades, mas é na Companhia Teatro do Bairro que desenvolve o seu trabalho autoral como encenador.

Atualmente, a Companhia do Teatro do Bairro conta com 14 colaboradores fixos, dos quais fazem parte quatro atores que integram regularmente os seus elencos, aos quais se juntam habitualmente atores convidados.

Veja aqui o histórico da Companhia

Veja aqui as encenações de António Pires

Contactos

 

Teatro do Bairro

Rua Luz Soriano, 63 (Bairro Alto),1200-246 Lisboa, Portugal

RESERVAS* APENAS POR TELEFONE
21 347 33 58 ou 91 321 12 63 (15h - 19h)

 

VENDAS e LEVANTAMENTO DE RESERVAS*
Na bilheteira, uma hora antes do espetáculo


* Fazemos reservas apenas para espectáculos de teatro e dança.
* As reservas devem ser levantadas até 15 minutos antes da hora do espectáculo

 

Para propostas de acolhimento, envie e-mail para
teatrodobairro.geral@gmail.com

 

ACESSOS
Metro: Baixa-Chiado (linhas verde e azul)
Autocarros: 758 e 790 . Elétrico: 28 . Elevador: Bica
Estacionamento: Parques do Largo de Camões e Calçada do Combro

 

Ar de Filmes, lda

Rua da Cova da Moura nº2, 4º Dto, 1350-117 Lisboa , Portugal
213 420 810 | 918 570 774
ardefilmesgeral@gmail.com
www.ardefilmes.org