Teatro

Teatro        Música

Teatro
Memórias com História
de António Gama e Lucas Sadalla

28 Maio e 4 Junho

Segunda . 21h30 8€ . 6€ (Profissionais espectáculo, maiores de 65 e menores de 25, estudantes de Teatro) . 5€ portadores do cartão TdB

Acerca de quem leva à cena MEMÓRIAS COM HISTÓRIA, podemos dizer: dois que nunca foram encenadores dirigem catorze que nunca foram actores. Depois de um intenso trabalho de pesquisa e familiarização com os intérpretes, António Gama e Lucas Sadalla conseguiram chegar ao mais fundo das memórias de cada um. As histórias pessoais destes não-actores, que se tornaram suporte deste espetáculo, serão representadas com a ajuda de recursos variados, do audiovisual à poesia, misturando dança e animações, assim como música e teatro.

Criadores: António Gama e Lucas Sadalla; Intérpretes: António Gama, Bruno Massy, Eva Massy, Gonçalo Camarate, Gonçalo Ferreira, Inês Martinho, Ivan Índigo, Joana Lopes, Juliana Tavares, Lucas Sadalla, Mick Mengucci, Paula Sinseitan, Rita António, Sofia dos Reis; Comunicação: Laure Alissa; Audiovisual: Eva Massy e Gonçalo Ferreira; Produção: António Gama e Lucas Sadalla.
80min

 

Teatro - ACT Escola de Actores
O Despertar da Primavera
de Frank Wedekind

15, 16 e 17 Junho

Sexta e Sábado . 21h30
Domingo . 17h00
5€

“Frank Wedekind escreveu O Despertar da Primavera entre o Outono de 1890 e a primavera de 1891. Falamos de três estações: Outono, Inverno e Primavera. O tempo de criação, três fases. É ousado identificar as três fases e ainda assim, sinto que é necessário fazê-lo: Revolução, Libertação e claro, Paixão. Seria injusto falar no Despertar da Primavera como uma obra voltada só e apenas para a libertação da sexualidade. Ou será a sexualidade também ela ponte para um caminho bem mais profundo, ligado à essência dos homens e das mulheres, que dela se alimentam? Qual será este sitio que nos permite estar ali e nos impede de estar noutro qualquer? O homem dá vida e a mulher cria uma vida dentro de si. É preciso entender o que está escrito além destas palavras, é redutor pensar nisto apenas pela óptica da razão. O que é que uma mãe passa verdadeiramente aos seus filhos? E um pai? Não serão as grandes feridas que todos carregamos, alçapões dos nossos ancestrais? Não carregamos todos nós, no fundo, exactamente as mesmas dores de alma, e o que difere é só e simplesmente, a forma como olhamos para essas dores? Inspiramos a dar este grito de liberdade e a reflectirmos sobre todos os condicionamentos que impedem a felicidade.”
Sofia de Portugal

Espectáculo apresentado, no âmbito do módulo “Práticas de Palco”, cujo objectivo geral é a montagem de uma peça de teatro e respectiva apresentação pública, encenado por Sofia de Portugal com os alunos do 2º ano Curso Profissional de Actores da ACT-Escola de Actores.

Encenação: Sofia de Portugal; Elenco: Álvaro Aragonez, Carolina Lopes, André Vazão de Almeida, Beatriz Garrucho, Carolina Pinto, Carolina Azevedo, Carlota Rocha Marques, Diogo Plancha, Eva Fornelos, Filipe Costa, Gonçalo Pinto, Inês Gomes, Inês Meira, Inês Mata, Martim Galamba, Rafael Costa, Pedro Nunes, Rui Teixeira; Desenho de Luz: Aurélio Vasques; Guarda Roupa e caracterização: Ivan Coletti; Coreografia: Paula Careto.
M/16 . 90min

 

Teatro - EVOÉ
ANTÍGONA E A TERRÍVEL INOCÊNCIA

22 a 24 Junho

Sexta e Sábado . 21h30
Domingo . 17h00
7€ . 5€ Profissionais espectáculo, maiores de 65 e menores de 25, estudantes de Teatro e portadores do cartão TdB
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Uma adolescente, a esgravatar a terra com as mãos, desafia a ordem de um ditador autonomeado: Creonte. Como é que os pequenos gestos têm repercussões em grande escala, seja a de uma casa, seja a de uma nação? Deslocamos o mito de Antígona, a anti-princesa, para as questões do século XXI. Antígona: do pequeno para o grande. Antígona e a Terrível Inocência parte de uma leitura pós-junguiana: a de que só vemos o que podemos ver. E fazemos exatamente o que temos de fazer. Da necessidade dos pequenos gestos às grandes decisões que nos transformam, que mudam a nossa vida. A cada um o seu papel.

Encenação: Joana Pupo; Interpretação e co-criação: Afonso Abreu, Ana Sandrina Simões, Clara Santiago, Diogo Lopes, Guilherme Castro, Leonor de Vasconcelos, Palloma Oliveira, Ricardo Lopes, Sarah Le Net, Thaluana de Castro; Assistência de Encenação e produção: Carolina Freitas; Coordenação e apoio na Direcção de Actores: Pablo Fernando; Ilustração para o cartaz: Alexandre Esgaio; Produção: Espaço EVOÉ.
M/12 . 80min

 

Música

Teatro        Música

Concerto
Forró Miór
+ Dj Enrique Matos

1 Junho

Sexta . 22h30
5€ até às 23h30 . 7€ após as 23h30 . 7€ pré-venda BOL
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Forró Miór traz, com sua originalidade musical, performances sempre enérgicas e cativantes, interpretando o tradicional forró pé-de-serra do Nordeste do Brasil com influências do jazz, swing e funk mas também do tango e de outros ritmos afro--latinos como o merengue e a cumbia.

Antes e depois do concerto, o DJ Enrique Matos traz uma selecção dançante de forró, baião e xotes das antigas.
M/6 . 270min

 

Concerto SPA
Com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores
ZUUZAA
Live at Teatro do Bairro

2 Junho

Sábado . 23h00
3,5€

Os ZUUZAA são uma banda portuguesa que, apesar de contemporânea, surge iluminada pela atmosfera da era musical pós-moderna onde o rock, o blues e o soul foram predominantes. Iniciado em 2017, o projecto pretende fazer renascer o espírito do rock, trazendo uma vaga de solos de guitarra, ritmos vertiginosos e uma atitude electrizante. A banda foi finalista do concurso Hard Rock Rising e vencedora do concurso Palco Novos Valores, o que a levou aos palcos da Festa do Avante, do Musicbox Lisboa e do Stairway Club em Cascais. Chega agora ao Teatro do Bairro.

Bernardo Jorge, Inês Carvalho, Pedro Lopes, Rafaela Pereira e Rafael Ribeiro.
M/12 . 90min

 

Concerto
Big Band Classics
Orquestra Jazz do Porto

19 Junho

Terça . 21h30
8€ (venda antecipada) . 10€ (no próprio dia do espectáculo)
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

A Orquestra Jazz do Porto convida-Vos a realizar uma viagem ao início do século XX, num concerto comentado em que irá interpretar temas clássicos outrora intepretados pelas mais famosas Big Bands de sempre. No concerto não faltarão temas de Buddy Rich, Glenn Miller, Benny Goodman, Thad Jones, Count Basie, Duke Ellington e muitos outros.É caso para dizer que será uma autêntica viagem ao tempo dos anos dourados do swing.
M/6 . 75min

 

Concerto
Barbante
Lançamento Água de Giro

23 Junho

Sábado . 23h30
5€
Bilhetes à venda na Bilheteira Online

Este é o primeiro álbum da banda, após os singles Cão (2015), Adeus e Estória (já do presente álbum) lançam agora o álbum que conta com 13 faixas. Será uma noite bonita e com muita música! Um quarteto com sangue na guelra nascido no Outono de 2013. Tocado com alma e cantado com raiva os temas amarram-nos através das harmonias, dos solos que falam ao ouvido e das vozes que ecoam histórias de um passado presente. Barbante é um desenrolar eléctrico de uma sonoridade arrojada em distorções e com(tradições).

 

O Teatro do Bairro

O Teatro Bairro        Cartão de Amigo

Situado em pleno Bairro Alto, na Rua Luz Soriano, nº 63, o Teatro do Bairro ocupa o espaço onde durante décadas funcionou a rotativa do Diário Popular, mesmo ao lado da Escola de Música do Conservatório Nacional. Inaugurado em 2011, foi um marco no percurso artístico da Ar de Filmes - produtora de teatro e cinema que o adquiriu - criando assim um diálogo direto e permanente com o seu público, abrindo ainda caminho para a fidelização de novos espectadores. Sob a direção do produtor Alexandre Oliveira e do encenador António Pires, funciona, por um lado, como a casa das criações artísticas da Ar de Filmes e da sua companhia de teatro e, por outro, como espaço de acolhimento de pequenas estruturas que, não tendo lugar nos grandes teatros municipais da cidade, não teriam onde apresentar os seus espetáculos. A par das propostas de acolhimento, estabeleceram-se ainda protocolos de intercâmbio com estruturas de outras zonas do país, que prevêem o acolhimento anual de, pelo menos, uma produção dessas companhias no Teatro do Bairro e vice-versa. São exemplos destes intercâmbios a Ao Cabo Teatro (do Porto, com direção artística de Nuno Cardoso) e o Teatro da Terra (de Ponte de Sor, com direção artística de Maria João Luís).

O interesse da abertura do Teatro do Bairro para a cidade não se esgota, no entanto, no projeto artístico da Ar de Filmes. Localizado num local histórico de fruição artística por excelência, proporciona também o convívio entre diferentes artes performativas contemporâneas, com uma programação plural e abrangente que garante a circulação de diferentes artistas e públicos. Desenvolvemos as nossas próprias produções, mas acolhemos também espetáculos de outros criadores de teatro, e ainda de música, cinema e dança. Acreditamos que a programação interdisciplinar que praticamos, incrementada na nossa própria criação, promove trocas e contaminações desejadas, que enriquecem todos os intervenientes. Criámos em Lisboa uma nova sala de teatro, uma nova sala de cinema, uma nova sala de concertos, um novo espaço de tertúlia e um novo local de encontro dos cidadãos com as diferentes artes e os seus criadores.

Seja bem-vindo ao Teatro do Bairro!

Visite também o site da Ar de Filmes

Cartão de Amigo

O Teatro Bairro    Cartão de Amigo     Ficha de Adesão

O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro atribui um desconto de 50% em todos os eventos e espetáculos, sendo que o preço mínimo a pagar por bilhete é sempre de 5€ (cinco euros). O desconto é feito mediante a apresentação do cartão na bilheteira e não é acumulável com outros descontos em vigor. O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro tem um custo de 10€ e é válido durante 12 meses. A adesão faz-se na bilheteira do Teatro do Bairro.

Regulamento

1 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é emitido pela Ar de Filmes e visa atribuir um desconto de 50% na aquisição de bilhetes para os eventos e espetáculos no Teatro do Bairro, sendo que o preço mínimo a pagar por bilhete é sempre de 5€ (cinco euros).

2 - O desconto obtido através do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não é acumulável com outros descontos em vigor.

3 - O desconto atribuído pelo Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não tem qualquer valor monetário, sendo expressamente proibida a sua venda ou troca por dinheiro.

4 - Sempre que pretenda usufruir do desconto do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro, o seu titular deverá fazer essa menção no ato da compra do bilhete, apresentando também o cartão.

5 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é válido apenas quando apresentado na bilheteira do Teatro do Bairro, na Rua Luz Soriano, nº 63 ou na Rua dos Caetanos, nº 26, no caso de eventos com venda de bilhetes nesta entrada.

6 – O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro pode não ser válido, excecionalmente, para eventos devidamente identificados no programa.

7 - A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é feita exclusivamente na bilheteira do Teatro do Bairro, na Rua Luz Soriano, nº 63, mediante o preenchimento de uma ficha de adesão e o pagamento de uma anuidade no valor de 10€ (dez euros), já com IVA incluído à taxa legal em vigor.

8 – A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro não pode ser feita na entrada da Rua dos Caetanos, nº 26.

9 - No ato de adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é emitido um documento provisório igualmente válido, que poderá ser utilizado de imediato para usufruir do desconto.

10 – Logo que o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro estiver disponível, o seu titular será informado por email, podendo levantá-lo posteriormente no Teatro do Bairro, dentro do horário de funcionamento da bilheteira.

11 – Os dados pessoais dos titulares do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro serão utilizados única e exclusivamente para divulgação da programação do Teatro, caso assim o desejem, garantindo a Ar de Filmes a sua total confidencialidade.

12 – Os titulares do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro receberão, via e-mail, convite para a estreia de todos os espetáculos de teatro produzidos pela Ar de Filmes com apresentação no Teatro do Bairro, sendo esse convite sujeito a confirmação telefónica, mediante a lotação da sala.

13 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro tem a validade de um ano, podendo ser renovado na bilheteira do Teatro do Bairro.

14 – A renovação do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro por mais 12 meses implica o pagamento de nova anuidade no valor de 10€ (dez euros), já com IVA incluído à taxa legal em vigor.

15 - O Cartão de Amigo do Teatro do Bairro é pessoal e intransmissível, pelo que poderá ser exigido ao titular a apresentação de um documento identificativo.

16 - Para ser considerado válido, o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro deverá ser mantido em bom estado de conservação, não podendo estar ilegível nem danificado.

17 - A Ar de Filmes reserva-se o direito de anular a um titular o Cartão de Amigo do Teatro do Bairro, caso seja detetada fraude ou utilização indevida.

18 - A Ar de Filmes não se responsabiliza por eventuais extravios do Cartão de Amigo do Teatro do Bairro.

19 - A adesão ao Cartão de Amigo do Teatro do Bairro pressupõe o conhecimento e a aceitação na íntegra deste regulamento.

A Companhia

Teatro do Bairro

 

A Companhia    Para Digressão   Histórico da Companhia

 

Com a abertura do Teatro do Bairro em 2011, criou-se também uma nova companhia de teatro, que nasce já com oito espetáculos no curriculum e uma experiência de sete anos de produções: a Companhia Teatro do Bairro. O grupo de autores, atores, técnicos e colaboradores que, ao longo dos anos, foram trabalhando com a Ar de Filmes - nomeadamente nos seus projetos teatrais - encontrou finalmente uma casa onde pode sedimentar e desenvolver o seu trabalho de forma regular e continuada. A gestão própria dos timings de ensaios e das temporadas das suas criações, sem os habituais constrangimentos inerentes aos calendários sempre muito preenchidos das tradicionais salas de espetáculos, possibilitou assim a consolidação desta companhia teatral, através de uma reflexão ininterrupta que contagia as criações e afirma o caminho artístico previamente traçado. Na direção artística da Companhia Teatro do Bairro está António Pires, que tem desenvolvido um trabalho que se poderia designar como "Teatro Coreográfico" - onde o texto e as imagens se fundem como se de uma coreografia se tratasse. Ao longo do seu percurso artístico, tem apresentado trabalhos a convite de várias entidades, mas é na Companhia Teatro do Bairro que desenvolve o seu trabalho autoral como encenador.

Atualmente, a Companhia do Teatro do Bairro conta com 14 colaboradores fixos, dos quais fazem parte quatro atores que integram regularmente os seus elencos, aos quais se juntam habitualmente atores convidados.

Veja aqui o histórico da Companhia

Veja aqui as encenações de António Pires

A Companhia

do Teatro do Bairro

 

A Companhia   Para Digressão

 

MANA, SOLTA A GATA

a partir do universo de Adília Lopes

Duas mulheres gordas. Muito gordas. Tão gordas que andam devagar. Quase não andam. Mas andam e dizem as coisas que a Adília Lopes escreveu, bem devagar. O espectáculo é uma coreografia oriental lenta. Mas só tem 1h30 e, por isso, passa-se rápido. Têm muito que fazer. Há um homem. É mau. Usa botas, cartola e bigode antigo em W. O homem guarda o espaço onde as mulheres fazem o que têm de fazer. Às vezes parece um domador de mulheres gordas. Nada disto é grotesco. Nem o movimento, nem a actuação. É hiper-realista. E tem música a pontuar toda a coreografia. Por isso, “Mana, Solta a Gata” é um Musical Hiper-realista.

Adaptação, dramaturgia, concepção cénica e encenação: António Pires | Com: Hugo Mestre Amaro, João Araújo, Rafael Fonseca | Figurinos: Luís Mesquita | Desenho de Luz: Vasco Letria | Apoio Coreográfico: Paula Careto | Costureira: Rosário Balbi | Adereços: Carla Freire | Ilustração: Joana Vilaverde | Assistente de Encenação: Tomás Nolasco | Administração Financeira: Ana Bordalo | Assessoria de Imprensa: Isabel Marques | Coordenação de Produção: Andreia Luís | Produtor: Alexandre Oliveira | M/14
estreia no Teatro do Bairro
digressão ao Teatro Municipal Joaquim Benite (Almada).

 

 

Pedido de Informações

Contactos

 

Teatro do Bairro

Rua Luz Soriano, 63 (Bairro Alto),1200-246 Lisboa, Portugal

RESERVAS* APENAS POR TELEFONE
21 347 33 58 ou 91 321 12 63 (15h - 19h)

 

VENDAS e LEVANTAMENTO DE RESERVAS*
Na bilheteira, uma hora antes do espetáculo


* Fazemos reservas apenas para espectáculos de teatro e dança.
* As reservas devem ser levantadas até 15 minutos antes da hora do espectáculo

 

Para propostas de acolhimento, envie e-mail para
teatrodobairro.geral@gmail.com

 

ACESSOS
Metro: Baixa-Chiado (linhas verde e azul)
Autocarros: 758 e 790 . Elétrico: 28 . Elevador: Bica
Estacionamento: Parques do Largo de Camões e Calçada do Combro

 

Ar de Filmes, lda

Rua da Cova da Moura nº2, 4º Dto, 1350-117 Lisboa , Portugal
213 420 810 | 918 570 774
ardefilmesgeral@gmail.com
www.ardefilmes.org